Fotografia #6: o maestro

Nikon D90 + Sigma 70-200mm – Igreja Batista em Mata da Praia, Vitória-ES
Essa é minha imagem favorita de quando comecei a fotografar. Nela os rostos ocultados são de conhecimento único de Deus, que está em oculto. E, apesar de mostrar-nos dois músicos apenas, pode-se por ela, talvez, se ter a ideia de toda a congregação sendo conduzida. O culto. Sem ídolos.
É claro que, conhecendo-se as figuras, sabe-se quem são. E sabe-se também que o que acabei de dizer não é a expressão completa do ambiente naquela hora, ou do sentimento de todos durante o culto. A banda estava lá, as caras estavam lá, mais explícitas no cartaz do que o próprio Deus. Mas, enfim, esta foto é pra mim o que entendo por louvor. O momento em que os filhos querem ser vistos apenas pelo Pai. E falam, com os corações constrangidos de amor, do Pai.
Anúncios

Deixa um comentário para a posteridade

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s